Publicado em "Resenhas"

Bem-vindos ao tribunal da quinta-feira

“Mesmo que você resolva escrever de maneira simples, à la Hemingway, a missão continua sendo a de garantir nuance, elucidar a complicação, sugerir a contradição. E não apagar a contradição, não negar a contradição, mas sim ver onde, no interior da contradição, se encontra o ser humano atormentado. Levar em conta o caos, garantir que… Continue reading

E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha

[Imagem de capa] [Título] [Leia a entrevista com o autor.] Insidiosa mas implacavelmente, essas percepções se infiltram na gramática. Como outros autores, Steiner entende por gramática “a organização articulada de uma percepção, uma reflexão ou uma experiência”. Daí deriva, num salto lógico, também a literatura. A obsessão pelo poente e pelo crepúsculo intuída por Steiner,… Continue reading